Homem a ler notícias no tablet
24 novembro 2020

Lisbon Data & AI Forum - Wrap up


O evento de referência sobre analytics organizado pela Noesis em conjunto com a Qlik aconteceu na quinta feira passada e contou com uma agenda recheada de novidades e surpresas

Terminou mais uma edição do Lisbon Data & AI Forum, um evento organizado pela Noesis em conjunto com a Qlik, que se apresentou com uma cara nova e um novo conceito. O nome mudou e a dinâmica também; o Lisbon BI Forum passou a Lisbon Data & AI Forum, e a sala do Centro de Congressos de Lisboa “mudou-se” para um estúdio de televisão e para uma plataforma digital com transmissão em direto via stream, no YouTube e no LinkedIn.  O mote deste ano foi “Create your own data journey” e a agenda foi organizada com esse objetivo: disponibilizar um conjunto de conteúdos que contribuam para que as organizações possam criar a sua própria data journey.  

A agenda contou com a participação de organizações reconhecidas no mercado, que abraçaram o desafio da Noesis e da Qlik para dar o seu testemunho sobre os temas chave do evento: business intelligence, artificial intelligence e data analytics. Entre 3 sessões de keynote e 4 round tables, os participantes partilharam diferentes perspetivas sobre questões como a necessidade de implementação de uma data culture, definição de uma estratégia de dados, planificação de um roadmap de evolução, a evolução da inteligência artificial e os principais desafios que a nova geração de dados traz à competitividade das organizações.  

Os oradores do Super Bock Group, Grupo MaisFarmácia, McDonalds, Turismo de Portugal, Bayer, Cloudera, IDC e DSPA, juntaram-se aos especialistas da Qlik e da Noesis para a partilha de diferentes visões, insights e experiências de valor acrescentado para todos os que assistiram ao evento. 

 

Sessão abertura

A sessão de abertura foi conduzida por Ricardo Rocha, Marketing & Communication Associate Director da Noesis, que deu as boas vindas a todos os participantes e aproveitou para reforçar a posição da Noesis no contexto do Data Analytics. Das nove áreas de negócio, o Data Analytics & AI tem sido uma das apostas de forte aposta e crescimento na Noesis, com projetos reconhecidos e cliente de referência.  

O crescimento da área é sustentado pela solidez da equipa, composta por profissionais qualificados, e também pela parceria de longa data com Qlik. Em 4 anos de evento a evolução tem sido notável, mas o princípio base tem permanecido: criar um fórum de discussão e partilha sobre estas temáticas relevantes.

Juntos Somos Melhores

 

The Root of all Analytics, Luís Gonçalves

A Keynote “The Root of all Analytics”, dinamizada por Luís Gonçalves funcionou como pontapé de saída para as roundtables que se seguiram. O Diretor de Data Analytics & AI da Noesis fez uma retrospetiva do ano de 2020. Um ano de mudanças inesperadas provocadas pela pandemia do Covid-19 e que veio reforçar a importância de incluir os dados no centro das decisões nas empresas.  

Segundo um estudo apresentado por Luís Gonçalves, sobre cultura de data-centric, apenas 16% das organizações têm atualmente uma estratégia de dados plenamente definida, no entanto, 50% das organizações estão a iniciar esse caminho e a tentar apostar nos dados. A nova geração de Analytics e a crescente importância dos dados terão um papel fundamental no futuro das organizações. 

Juntos Somos Melhores

 

Round Table: The benefits of Data are contagious

A Round Table “The Benefits of Data are Contagious” contou com a participação de Rui Ramos do Super Bock Group, de André Barrigas do Grupo MaisFarmácia e de Pedro Figueiredo da McDonald’s, que em conjunto com Bruno Santos, Data Analytics & AI Senior Manager da Noesis, abordaram a importância de criar uma cultura de dados no centro das organizações.  

O testemunho real destas organizações permitiu identificar os verdadeiros desafios que a implementação de uma cultura de dados pressupõe, bem como as diferentes fases que estão incluídas no processo. Entre elas destacamos, a confiança e utilidade da informação, a esquematização das prioridades e a identificação das melhores estratégias de BI a seguir.  

Outros pontos importantes destacados pelos participantes foram o papel que os recursos humanos desempenham no processo da data culture, enquanto peças chave para garantir que a cultura de dados é efetivamente uma cultura partilhada por todos os membros da organização. 

Juntos Somos Melhores


Round Table: Reshaping your data journey

A sessão seguinte, moderada por Pedro Caria, Sales Director da Noesis, focou-se nas roadmaps e estratégias de dados que as organizações podem definir para atingir melhores resultados. Na discussão participou Sérgio Guerreiro do Turismo de Portugal e Alexandre Santiago da Bayer, que falaram sobre as suas jornadas de dados e em específico sobre os desafios que a pandemia trouxe aos seus setores de atividade.  

Ambas as organizações, embora com focos de atividade diferentes, identificaram os dados como um dos pilares fundamentais para o sucesso e competitividade das organizações. Para o Turismo de Portugal, porque o seu principal objetivo de negócio é difundir informação atualizada para os diferentes players do setor do turismo. E para a Bayer, porque os 150 anos de existência se traduzem num volume de dados gigante capaz de produzir insights importantes. Daí a justificação para o nível de importância que os dados assumem. 

Juntos Somos Melhores

 

Round Table: Empowering new data best practices

A inteligência artificial é um game changer dos dados e da nova geração de analytics. Por esse motivo, neste evento de referência sobre data analytics, AI e BI, não podia faltar uma sessão que abordasse os desafios da inteligência artificial e a sua evolução no contexto das organizações. 

Numa conversa moderada por Pedro Lopes, Team Leader de AI na Noesis, com Alex Campos da Cloudera e Ricardo Ramos da Qlik, especialistas na área, foram abordadas as vantagens inteligência artificial que está cada vez mais democratizada e acessível a todo o tipo de contextos. 

Ambos os especialistas reforçaram a ideia de que as ferramentas de augmented reality não são criadas para substituir os utilizadores, mas sim para os ajudarem a realizar com mais eficácia as suas funções. E em paralelo reconheceram que a privacidade dos dados representa um desafio para as organizações.  

Juntos Somos Melhores

 

Round Table: Integrating the blurred lines between Business and IT

A última Round Table foi moderada por Gabriel Coimbra, da IDC, e contou com Luís Gonçalves  e Pedro Caria da Noesis, Guilherme Pereira da DSPA e Fran Rodriguez da Qlik. Todos juntos falaram sobre as últimas previsões da IDC sobre Data Analytics & AI, apresentadas por Gabriel Coimbra. Entre elas destacamos:  

 1. Depois da pandemia, cerca 20% das organizações na Europa vão investir mais na área de Data analytics & AI; cerca de 50 a 60% vão manter o nível de investimento; e uma pequena percentagem vai reduzir.

 2. Cerca de 25% das duas mil maiores organizações vão comprar uma startup de AI ou machine learning com o objetivo de desenvolverem novos modelos de negócio.

 3. Em 2023 grande parte da infraestrutura que suporta tecnologicamente uma organização vai estar na cloud. 

Juntos Somos Melhores

 

Sessão de Encerramento

O evento terminou com uma sessão de encerramento onde foi dada a visão conjunta da Noesis com a Qlik sobre a nova geração de dados. Luís Gonçalves da Noesis e Pablo Diaz Sanfeliu da Qlik apresentaram as principais guidelines para as organizações se manterem competitivas face aos desafios que vão surgindo neste contexto de mudança constante. 

O Lisbon Data & AI Forum volta no próximo ano com novo mote e uma agenda renovada, completa, com conteúdos relevantes que acrescentem insights positivos às organizações.  

Juntos Somos Melhores


Assista ao Lisbon Data & AI Forum on-demand

Lisbon Data & AI Forum
X
Os cookies nos ajudam a melhorar sua experiência no site.
Ao utilizar o nosso site, concorda com o uso de cookies.
Confirmar