Luzes e Tecnologia
NOESIS NOS MEDIA
13 agosto 2021

Gestão de Espaços Inteligente


Leia o artigo de opinião de Rodolfo Luís Pereira, Enterprise Solutions Director da Noesis, à Executive Digest sobre gestão de filas de espera em espaços públicos à monitorização da lotação de pessoas em empresas.

A Noesis tem vindo a desenvolver um conjunto de soluções que permite aos negócios e às empresas dar resposta ao contexto atual de pandemia. 
 
No último ano, todas as empresas tiveram de aprender a viver num contexto de pandemia, o que acelerou um processo de Transformação Digital que já estava em curso. O e-commerce é um caso paradigmático deste avanço de vários anos na área do digital, mas também os negócios que implicam a utilização física dos espaços tiveram de ser reajustados.  
 
Por Rodolfo Luís Pereira, Enterprise Solutions Director  
 
Os desafios vieram de diferentes direções. Por um lado, muito do comércio tradicional teve a necessidade de migrar para o digital no menor time-to-market possível e com um baixo investimento, não pondo de lado o reforço e alargamento futuros de serviços, por outro, os negócios onde o contacto físico é inevitável tiveram de focar-se na segurança e perceção para os consumidores.  
 
Estas são questões que dizem respeito à área de Customer Experience, para a qual a Noesis dispõe de um conjunto de soluções, nomeadamente a criação de plataformas e websites com foco na personalização e segmentação; as plataformas de e-commerce; os chatbots, assistentes virtuais e bots multicanal; e a gestão de filas de espera em espaços públicos.  
 
Um exemplo de solução da Noesis neste contexto é a implementação de assinaturas eletrónicas e digitais que permite a desmaterialização de processos em vários cenários em que a assinatura do cliente é imperativa. Por exemplo, torna-se possível abrir uma conta num banco ou subscrever um seguro de forma remota, segura e automatizada, desde o processo de onboard até à assinatura de um contrato.  
 
Para responder ao contexto de pandemia, a Noesis desenvolveu ainda duas plataformas muito específicas, centradas nas dificuldades que as empresas estão a enfrentar e aplicáveis a diferentes perfis de empresa, dimensão e setor de atividade. Uma destas soluções é o Virtual Queue Management, que tem por objetivo gerir as filas e tempos de espera em espaços físicos como centros comerciais, museus, lojas, restaurantes ou serviços públicos, por exemplo, com recurso a inteligência artificial.  
 
É um serviço que identifica o uso de máscara e emite e faz a gestão de senhas de atendimento virtuais, além de proceder à contagem de pessoas para ajudar a cumprir os requisitos de lotação. Uma outra solução criada pela Noesis para este "novo normal" é o Smart Space Manager, que se destina a ambientes profissionais.  
 
Tem por objetivo gerir os espaços de forma eficiente, criando um sistema de reserva e check-in dos colaboradores, de modo a facilitar a gestão do número de pessoas coexistentes na empresa, estabelecer uma lotação máxima e monitorizar a utilização do espaço.  
 
Desde os primeiros meses posteriores à declaração de pandemia, em 2020, a procura por este tipo de soluções para a desmaterialização de processos disparou, no mercado nacional e no internacional, numa tendência que ainda não abrandou» e que «acreditamos que ainda possa crescer mais em 2021. 
 
Para todas estas soluções contribuem tecnologias utilizadas no âmbito da inteligência artificial, como o reconhecimento de voz, linguagem natural e conversação contextual, que hoje são frequentemente aplicadas em bots. Alguns exemplos práticos onde estes bots são utilizados são processos de chat para guiar o utilizador em sites de e-commerce ou linhas telefónicas onde são utilizados voicebots para a resolução de problemas comuns. 
 
 
Publicado em Executive Digest 
 
X
Os cookies nos ajudam a melhorar sua experiência no site.
Ao utilizar o nosso site, concorda com o uso de cookies.
Confirmar